cortei o cabelo

by - 19:14

Desde 2017 cuidando pro cabelo crescer, corta pra 2020: PÁ, deu a louca na chapeuzinho Ingrid hahahah
Na real nãé o que parece: eu não dei aloka na quarentena. Foi caso (muito) pensado. Desde que virou o ano eu queria cortar como representação de uma nova fase, e prometia pra mim mesma "se eu passar pra faculdade, eu corto." Com a certeza que ia passar, mas não passei.

Foi algo que doeu demais, pois 2019 foi sobre isso pra mim: 7 anos depois de terminar a escola, eu finalmente tomei a coragem de assumir pra mim mesma que os planos que eu fiz naquela época não funcionaram. E que bom. Porque eu não sou a mesma que fez aqueles planos. Então resolvi me dar uma nova chance! Entrei no pré vestibular social, movimentei minha vida como há anos não fazia. Foi um giro de 180º. E eu, assim como a maioria dos vestibulandos, achei que a aprovação viria. Mas como já disse anteriormente, não veio. E aquilo foi me angustiando com o passar dos dias: A vida parecer igual. Parecia que eu havia voltado à estaca zero outra vez. Não havia novo ciclo nenhum se iniciando, era só mais do mesmo. Foi aí que depois de muito refletir, concluí: por que esperar a vida mudar para eu mudar? por que não eu dar o primeiro passo? Ser antes de ter?

E, no dia 29 de fevereiro de 2020, eu cortei o cabelo. 
A terceira vez na vida. 
A primeira que me contemplou de fato. 

Não sei explicar muito bem, só sei que dessa vez foi diferente
Dessa vez o olho brilhou, o rosto combinou, a alma realçou. Dessa vez eu me senti eu.
Fiz um vídeo pro youtube contando como isso me mudou internamente e fazendo um paralelo com a minha relação com meu cabelo ao longo dos últimos sete anos:

Essa mudança me fez iniciar o movimento #onduladoreal, no qual eu vivo meu cabelo na sua forma mais natural e honesta possível, unindo-o a tudo que eu sou em essência.
O que vem por aí eu não sei, mas estou ansiosa para descobrir ♥

You May Also Like

0 comentários

Obrigada por ler este post inteiro, que tal comentar sobre ele?

//]]>